domingo, 26 de fevereiro de 2017

Minhas apostas para o Oscar e algumas considerações


Hoje é dia de Oscar, ainda que, provavelmente, só vá assistir amanhã.  Não tenho TV por assinatura, a Globo não vai exibir e streaming normalmente não funciona para mim nessas horas.  Devo acompanhar pelo Twitter, se conseguir.  Aliás, uma das partes mais legais de qualquer evento esses dias é acompanhar no Twitter. ^_^ Enfim, vou fazer uns comentários em algumas categorias, em outras, só vou apostar, e, em alguns casos, chutar mesmo.

Este ano, até pelo perfil das indicações, não somente em termos de qualidade, mas especialmente em diversidade e por evidenciar os dilemas enfrentados pela população negra norte americana.  Pegue a categoria melhor documentário, os três favoritos são filmes discutindo as discriminações históricas e estruturais contra os negros.  Sim, mesmo o do caso O.J. Simpson, o favorito, flerta com isso.  Ademais, toda a cerimônia deve ser muito politizada, como disse um jornal italiano (*não achei o link, mas este outro site diz o mesmo*), até a escolha de Zootopia em animação, deve soar um ato político, afinal, o desenho fala de diversidade de uma forma tão insistente que até compromete a fluidez do roteiro (*eu assisti, não resenhei e, bem, achei o desenho meio forçado, sim.*).  Só que politização dos prêmios não é novidade alguma.

Melhor Filme
A Chegada
Até o Último Homem
Estrelas Além do Tempo
Lion: Uma Jornada para Casa
Moonlight: Sob a Luz do Luar
Um Limite Entre Nós
A Qualquer Custo
La La Land: Cantando Estações
Manchester à Beira-Mar

- Parece que a categoria virou favas contadas.  A maioria está apostando em La La Land, um filme que me pareceu somente bonitinho (*daí, até acho válido que fique com os prêmios que reforcem esses aspectos*) e com um roteiro muito meia boca, mas que é uma poderosa fuga para o passado do cinema norte americano, um passado que era branco e feliz (*para quem, não é?*).  Só que dos indicados só assisti Lion, La La Land, Estrelas Além do Tempo e Moonlight.  Há quem defenda que A Chegada é o melhor filme, mas é ficção científica... Eu aposto no segundo favorito, Moonlight.  Que a premiação seja politicamente engajada e, não, escapista, mas sei que será difícil.

Melhor diretor
Dennis Villeneuve – A Chegada
Mel Gibson – Até o Último Homem
Damien Chazelle – La La Land – Cantando Estações
Kenneth Lonergan – Manchester À Beira Mar
Barry Jenkins – Moonlight: Sob a luz do luar

- Aqui, é favas contadas, vai para Damien Chazelle, considerado um jovem prodígio e um sujeito que já levou tudo até agora.  Como achei La La Land bem blé, acho que estão adulando o sujeito demais antes dele oferecer uma obra que valha realmente o aplauso generalizado.  Agora, fato é que não será a primeira, nem a última vez.  Seria estranho se o mesmo estivesse acontecendo com uma diretora mulher, ou um homem que pertencesse a alguma minoria.  Até hoje, é notório o ano em que tanto Barba Streisand (O Príncipe das Marés), quanto Stan Lee (Malcolm X), foram esnobados nas indicações.

Melhor ator
Casey Affleck – Manchester À Beira Mar
Denzel Washington – Cercas
Ryan Gosling – La La Land – Cantando Estações
Andrew Garfield – Até o Último Homem
Viggo Mortensen – Capitão Fantástico

- Casey Affleck ganhou o Globo de Ouro, assim como Ryan Gosling.  O primeiro é visto por muitos como favorito, apesar do escândalo em torno dele.   Só que Denzel Washington ganhou o SAG e quem ganha este prêmio leva o Oscar faz mais de 10 anos.  O que vai rolar?  Eu voto em Denzel Washington, mas ele já tem dois prêmios oscar e é negro.  De repente, são tantos favoritos que os votos se dividem e um azarão, Viggo Mortensen, por exemplo, leva o prêmio.  Seria curioso.

Melhor atriz
Natalie Portman – Jackie
Emma Stone – La La Land – Cantando Estações
Meryl Streep – Florence: Quem é Essa Mulher?
Ruth Negga – Loving
Isabelle Huppert – Elle

- Acho que Emma Stone pode levar o Oscar, por isso votei nela.  Quem merecia levar, até porque já merecia faz tempo, é Amy Adams, mas ela nem foi indicada.  Só que premiarem Stone, uma ótima atriz, mas que precisaria amadurecer ainda, será uma bruta injustiça, basta pegar as concorrentes como Meryl Streep e Isabelle Rupert (*Shakespeare in Love feelings!*).  Natalie Portman, também, claro, mas acredito que ela não vá levar seu segundo oscar por Jackie, não.

Melhor ator coadjuvante
Jeff Bridges – Até o Último Homem
Lucas Hedges – Manchester À Beira Mar
Dev Patel – Lion: Uma Jornada Para Casa
Michael Shannon – Animais Noturnos
Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar

- Parece favas contadas, deve ir para Mahershala Ali, mas eu vou votar no Dev Patel e torcer. ^_^

Melhor atriz coadjuvante
Viola Davis – Cercas
Naomie Harris – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Nicole Kidman – Lion: Uma Jornada Para Casa
Octavia Spencer – Estrelas Além do Tempo
Michelle Williams – Manchester À Beira Mar

- Aqui, Viola Davis é absoluta.  Não acho que ninguém tenha chance, não.  Viola acumula três indicações, já é a atriz negra recordista nesse aspecto.

Melhor roteiro original
La La Land – Cantando Estações
Manchester À Beira Mar
A Qualquer Custo
O Lagosta
20th Century Woman

- Olha, só vi La La Land, mas o roteiro desse filme é seu ponto fraco.  Se derem vai ser injusto.  A Qualquer Custo parece ser um filme interessante, mas parece que vai para Manchester À Beira Mar.  Voto nele.

Melhor roteiro adaptado
Moonlight: Sob a Luz do Luar
Lion: Uma Jornada Para Casa
Cercas
Estrelas Além do Tempo
A Chegada

- Lion, Moonlight, A Chegada, Estrelas Além do Tempo... Moonlight deve ficar com o prêmio, acredito eu.  No Bafta, premiação do cinema britânico, foi para Lion.

Melhor edição
A Chegada
Até o Último Homem
A Qualquer Custo
La La Land – Cantando Estações
Moonlight: Sob a luz do luar

Melhor edição de som
A Chegada
Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
Até o Último Homem
La La Land – Cantando Estações
Sully: O Herói do Rio Hudson

Melhor mixagem de som
A Chegada
Até o Último Homem
La La Land – Cantando Estações
Rogue One: Uma história Star Wars
13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi

Fotografia
A Chegada
La La Land – Cantando Estações
Lion: Uma Jornada Para Casa
Moonlight: Sob a Luz do Luar
Silêncio

- Lion foi premiado nessa categoria.  A fotografia é linda, mas as de Moonlight e de La La Land, também, são.  De repente, é o único prêmio de Lion.  Voto nele.

Melhor direção de arte
A Chegada
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Ave, César
La La Land – Cantando Estações
Passageiros

Melhor trilha
Jackie
La La Land – Cantando Estações
Lion: Uma Jornada Para Casa
Moonlight: Sob a Luz do Luar
Passageiros

- Na área de música e som, La La Land deve ser absolute.

Melhor canção
Audition (The fools who dream) – La La Land – Cantando Estações
Can’t stop the feeling – Trolls
City of stars – La La Land – Cantando Estações
The empty chair – Jim: The James Foley Story
How Far I’ll go – Moana

- Salvo se os votos de La La Land se dividirem e surgir espaço para um azarão, é para o musical.  Acredito que City of Stars leve.

Mixagem de som
A Chegada
Até o Último Homem
La La Land – Cantando Estações
Rogue One: Uma história Star Wars
13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi

- Aqui é um prêmio mais técnico, não é?  Aposto em A Chegada.  De repente, é o único Oscar deste filme.

Melhor design de produção
A Chegada
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Ave, Cesar!
La La Land – Cantando Estações
Passageiros

- La La Land é um filme visualmente muito bonito.  Há bons concorrentes, mas acho que é prêmio certo.

Melhor figurino
Aliados
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Florence: Quem é Essa Mulher?
Jackie
La La Land – Cantando Estações

- Estavam cantando que Jackie seria vitorioso, mas o prêmio do sindicato da área foi para La La Land (*e Estrelas Além do Tempo e Dr. Estranho*), quem ganha lá, leva o Oscar faz dez anos.  

Melhor cabelo a maquiagem
Um Homem Chamado Ove
Star Trek: Sem Fronteiras
Esquadrão Suicida

Melhor filme em língua estrangeira
Terra de Minas - Dinamarca
Um Homem Chamado Ove - Suécia
O Apartamento - Irã
Tanna - Austrália
Toni Erdmann - Alemanha

- Se for pela lógica do protesto, o filme iraniano, O Apartamento, leva, mas vi um crítico louvando o filem alemão, Toni Erdmann.  Vou no iraniano, mas algo me diz que não vai levar.

Melhor animação
Kubo e as Cordas Mágicas
Moana: Um Mar de Aventuras
Minha Vida de Abobrinha
A Tartaruga Vermelha
Zootopia

- Só assisti as duas produções da Disney, mas acredito que é Zootopia o vencedor.  Não achei injusto não indicarem Dory, o filme é só divertidinho.  Gostei muito mais da Vida secreta dos Bichos.  Acredito que, se der zebra, será Kudo e as Cordas Mágicas.

Melhor documentário
Fogo no Mar
I Am Not Your Negro
Life, Animated
O.J.: Made in America
A 13ª Emenda

- A maioria aposta em O.J., há quem diga que 13ª Emenda é quem pode levar o prêmio, mas vou apostar em I Am Not Your Negro.  De qualquer forma, vai ficar com um dos três que discute a questão dos negros.

Melhor documentário em curta-metragem
Extremis
41 miles
Joe’s violin
Watani: My homeland
The White Helmets

- Aqui, parece que a maioria dos filmes discute a questão da Síria ou algo próximo do drama dos refugiados.  O favorito, segundo o site Vox, é The White Helmets, mas eu vou de música e holocausto, Joe’s violin.

Melhor curta metragem
Ennemis Intérieurs
La femme et le TGV
Silent night
Sing
Timecode

- Aqui, foi chute, mas parece que Ennemis Intérieurs, que trata do espinhoso tema da imigração, é o favorito.

É isso, vamos ver como o prêmio do cinema americano, que a maioria acha que é de todo mundo, vai se definir.  Espero que o/a apresentador/a torne a festa interessante.  Eu gosto muito da cerimônia, dos números musicais e homenagens.  Bem, se você quiser ver as críticas que fiz à filmes que estão na corrida, é só clicar: La La Land, Moonlight, Moana, Estrelas Além do TempoStar Trek: Sem FronteirasAnimais Fantásticos e Onde Habitam, Rogue One, Jackie, Trolls e Lion.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails