segunda-feira, 26 de novembro de 2018

31 Dias de Desafio Anime


Já postei outros desafios este ano e, bem, é sempre um exercício divertido. Este que vou colocar no post foi postado no grupo do Facebook do Shoujo Café.  Serão 31 dias com tarefas para preencher.  Eu não traduzi nada do quadrinho, mas conforme for colocando a tarefa, eu traduzo.


1. Primeiro Anime que Você Assistiu: o primeiro do qual me lembro é Speed Racer (マッハGoGoGo/Macha GōGōGō), quando tinha cinco anos.  Posso até ter assistido A Princesa e o Cavaleiro antes, mas não tenho recordação. A série era de 1967-68, foi adaptada e exibida em vários países.



2. Anime Favorito até o Momento: Meu anime favorito, ontem, hoje, sempre, é Ace wo Nerae ( エースをねらえ!), a primeira série de 1973-74.  é de antes de eu nascer, comecei a assistir somente no século XXI.  Acredito que é o melhor exemplo de série que conseguiu fazer milagre com recursos limitados de animação, usando a cor e outros efeitos, para causar emoção, tensão, ansiedade, com efeitos maravilhosos.  Já sabem, então, que meu anime de esportes favoritos é Ace Wo Nerae, também.



3. Personagem Masculino Favorito: Yang Wen-li da Lenda dos Heróis Galácticos (銀河英雄伝説/Ginga Eiyuu Densetsu) ou André da Rosa de Versalhes  (ベルサイユのばら)?  Como eu prefiro o André do mangá, que é muito mais compreensivo e menos machista (*apesar de ter tentado envenenar Oscar...*), fico com Yang, que nunca decepciona e ainda é meu historiador favorito da ficção. 💖


4. Personagem Feminina Favorita: De cara pipocou na minha cabeça Oscar, da Rosa de Versalhes.  Só que, aí, pensei no quanto prefiro a personagem no mangá, no qual ela tem senso de humor, não parece ser empurrada para a vida militar, tem vocação, gosta do que faz e, bem, não abdica de seu comando por obediência, nem é por amor, vejam bem, a André.  Por essas e outras, eu fico com Utena de Shoujo Kakumei Utena (少女革命ウテナ), porque, no anime, ela é uma personagem cheia de vida e de força, que deseja ser o príncipe de sua própria história salvando-se a si mesma, se apaixona e é seduzida pelo vilão, mas dá a volta por cima e escapa.  Utena é minha favorita, a do anime, Oscar seria a minha favorita, se estivéssemos falando do mangá.



5. Anime que você tem vergonha de ter gostado: Sei lá, assisti tanta coisa de fansuber, coisas fragmentadas, simplesmente, porque era anime e queria/precisava assistir qualquer coisa que pudesse colocar os olhos.  Daí a dizer que tenho "vergonha" vai muito longe.  Normalmente, quando não gosto, eu olho e largo.  Não insisto com obra nenhuma, seja mangá, seja anime, seja livro.  Não tenho o que colocar hoje.  Não me envergonho nem me arrependo de nada.



6. Anime que você gostaria de assistir e não viu ainda: Queria assistir Yamato 2199 (宇宙戦艦ヤマト2199/Uchuu Senkan Yamato Ni-ichi-kyuu-kyuu).  Não tive ânimo e tempo ainda.  Patrulha Estelar foi um dos animes da minha infância e sei que o remake foi feito com uma qualidade, por exemplo, que Lenda dos Heróis Galácticos não recebeu.

7. Meu Crush de Anime: Para não repetir Yang Wen-li, vou pegar o meu primeiro "amor" nos animes que foi o Mark Venturi (Daisuke Shima) de Patrulha Estelar (Yamato).  Não assisti a nova versão e, diferente de outras personagens, não gostei do design novo do Venturi, porque eu assisti na infância dublado em português e com nomes que vieram dos EUA.  A imagem acima é um fanart.



8. Casal de Anime Favorito:  Ah, essa é fácil!  Yuri Katsuki e Victor Nikiforov.  Tenho outros casais que eu gosto muito, até vieram na minha cabeça, mas como é anime, vamos de Yuri!!! on ICE (ユーリ!!! on ICE). 💗



9. Melhor Vilão de Anime: Complicado... O bom vilão é aquele que tem motivação e que, de certa forma, atrai empatia.  Pensei em Zagat de Guerreiras Mágicas de Rayearth (魔法騎士マジックナイトレイアース Majikku Naito Rayearth), mas quem viu esta série sabe que é complicado enquadrá-lo como tal.  Pensei em Akio de Shoujo Kakumei Utena.  Ele era mau de verdade e é derrotado no final.  Mas acho que vou de Desslock (Abelt Dessler), o vilão de Patrulha Estelar.  Acho que é difícil superá-lo, porque a gente ama e odeia o sujeito, ele é inteligente, tem objetivos claros, é cruel, enfim.



10. Anime de Luta Favorito: [1] É isso mesmo?  O que é um anime de luta? Posso incluir Cavaleiros do Zodíaco (聖闘士星矢)?  E seu eu disser que não vejo animes pelas lutas?  Animes de robô, ou de mecha, são animes de luta?  Evangelion (新世紀エヴァンゲリオン) entra aqui? Escaflowne (天空のエスカフローネ), que eu ano, tem lutas de robô e com dragões, é anime de luta?  Ashita no Joe (あしたのジョー) ou Yawara!  (ヤワラ!) são um animes de luta e de esportes.  Entram onde?  Enfim, como não entendi mesmo, vamos escolher um que era de luta mesmo, sem dúvida alguma, Street Fighter, aquele que o SBT passou, acho que era Street Fighter II V (ストリートファイターⅡ V), e que tinha uns fanservices violentos e um traço muito bom.



11. Anime de Esportes Favorito: Meu anime de esportes favorito é meu anime favorito, Ace wo Nerae.  O mais emocionante, o mais shoujesco, e o mais influente anime de tênis de todos os tempos.  Fora que foi base para o anime de ficção científica Gunbuster, que em japonês é Top wo Nerae! (トップをねらえ!).  Já foi citado mais lá em cima, no ponto 2.  Se eu tivesse que citar um segundo e terceiro, seriam Touch (タッチ), baseado na obra de Mitsuru Adachi, e Princess Nine (プリンセスナイン如月女子高野球部), que presta, em certo sentido, homenagem aos dois primeiros e é centrado em um time de garotas que não quer somente jogar baseball, mas chegar ao Koshien, o templo desse esporte no Japão e, até hoje, proibido para mulheres.  E tem Yuri!!! on ICE, claro, ele entraria como meu quarto favorito.



12. A Cena de Anime mais Triste: Poderia entrar com uma voadora e dizer "A morte da Setsuko em O Túmulo dos Vaga-Lumes (火垂るの墓 Hotaru no Haka)".  Desafio alguém a achar outro anime tão triste, porque, bem, há um montão de cenas tristes nesse filme da Ghibli.  Desafio, também, qualquer pessoa a assistir o anime e não morrer.  Obviamente, ha cenas tristíssimas em outros animes.  Vamos, então, sugerir outras três: o massacre dos irmãozinhos do Tamahome e a morte de Hotohori em Fushigi Yuugi ( ふしぎ遊戯); a menina fantasma de Anohana  (あの日見た花の名前を僕達はまだ知らない。/ Ano Hi Mita Hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai。) descobrindo que está morta no final do primeiro capítulo.



13. Personagem de Anime com Quem Você se Parece: Fisicamente, nenhuma personagem de anime se parece comigo.  Nenhuma.  Apesar de já ter usado "utena" como apelido, sei bem que não me apreço com ela.  Posso usar o Yang Wen-li de novo?  Meu historiador favorito da ficção e que fica lá na dele evitando problemas, mas sempre acaba sendo obrigado a agir de alguma forma?  Ele também é um sujeito muito sábio, isso já não sei se eu sou... Também não consigo ser tão low profile quanto o Yang, mas me finjo bem de pedra e algumas pessoas acabam esquecendo que eu estou no recinto.



14. Anime que Nunca Envelhece: Qualquer animação do Studio Ghibli parece imune ao tempo, porque a humanidade no tratamento dos temas, a beleza da animação, as mensagens elas atravessam o tempo e dialogam muito bem com as culturas.  Enfim, ao invés de escolher uma animação só, eu diria que as animações do Estúdio Ghibli são atemporais.  ❤



15. Sidekick favorito, bicho de estimação ou ser sobrenatural: Acho que é o Mokona, criado pela CLAMP e que aparece em várias obras do grupo.  Agora, essa categoria de personagem, o sidekick, bicho de estimação, ser sobrenatural, whatever, tem tudo para se tornar um pé no saco, raros, raríssimos, enriquecem uma história.  Ser fofinho, para mim, não á atributo que qualifique alguém.



16. Anime com a Melhor Animação: Difícil... Lembro de uma série de TV que me impactou muito quando comecei a assistir, o primeiro capítulo foi um deslumbre, e que até hoje me parece ter uma animação maravilhosa para a época é Escaflowne.  É um dos meus animes favoritos de todos os tempos, obviamente, a animação, hoje, envelheceu, mas era excelente para uma série de TV.  Não vou citar Ghibli de novo, o padrão deles é sempre muito elevadíssimo.  E das coisas novas, o reboot, porque não se trata de um simples remake, de Yamato é excepcional.



17. Personagem Masculino Coadjuvante Favorito: A roleta gira, gira, gira e voltamos para a Lenda dos Heróis Galácticos, meu coadjuvante favorito é Siegfried Kircheis.  O que seria de  Reinhard  sem o seu André?  Mais do que isso, Sieg é o esteio moral do protagonista, ao se afastar de seu amigo de infância, Reinhard se torna vulnerável e faz escolhas equivocadas.  Enfim, pena que não fizeram uma figure que capturasse a expressão doce do olhar do Siegfried, olhe o cara ruivo do gif, é ele, eu queria tê-lo na minha pequena coleção.

18. Personagem Feminina Coadjuvante Favorita: Há muitas coadjuvantes que eu gosto muito, mas acredito que a minha favorita mesmo é a Ranko Midorikawa, de Ace wo Nerae!.  Ela é uma excelente tenista, ela tem ciúme de Hiromi, a protagonista, porque seu irmão se tornou treinador da menina.  A questão é que Ranko é uma excelente tenista, mas houve um momento em que ela era somente uma menina muito alta e desengonçada, Jun Munakata passa a treiná-la e faz com que a moça descubra que sua altura e força estão a seu favor no esporte.  O problema é que ela se apaixona pelo treinador e somente mais tarde ambos descobrem que são irmãos.  O pai de Jin havia abandonado a família para casar com a mãe de Ranko.  Jun se afasta dela e evita que alfo mais aconteça.  Bem, Ranko não é má, acaba se tornando importante na vida de Hiromi, apoiando-a e vendo nela as qualidades que seu irmão percebeu.  Sua grande oponente nem é Hiromi, mas Ochufujin, a melhor tenista até que a protagonista descobre seu talento, para piorar, Jun efetivamente desenvolve sentimentos pela rival da meio-irmã.  Ranko termina abandonando o esporte temporariamente para cuidar do irmão quando ele adoece.  Quando vi o primeiro episódio de Prince of Tennis, imaginei que a treinadora dos meninos fosse Ranko Midorikawa, afinal, homenagens à Ace Wo Nerae! é que não faltam, mas não era, não.  Eu prefiro Ranko desenhada no mangá, com força e delicadeza.  Akio Sugino, responsável pelo character design das animações, tirou de Ranko quase toda a sua elegância e beleza.



19.  A Cena Mais Épica de Todos os Tempos: É quando a tripulação do Yamato "rouba" a nave  que seria descomissionada, desmontada, ou viraria um monumento, e partem para salvar a Terra na série do Cometa Império.  O mar se abrindo e a nave subindo aos céus tudo isso ao som de Issao Sasaki cantando a música tema.  É a sequência que marcou minha infância, eu me arrepiava quando ouvia a música e, até hoje, Issao Sasaki é uma das grandes vozes para mim.  Deve ter a mesma sequência do remake, com uma animação muito superior, claro.



 20. Personagens de Anime que lhe dão nos Nervos: Sei lá, acho que voltarei aos clássicos novamente.  Eliza e Neil de CandyCandy (キャンディ♥キャンディ), a dupla de gêmeos que faz toda sorte de maldade gratuita com a protagonista só para tornar sua vida um inferno.  Candy ainda dá umas bolachas em Neil, mas, snfim, tinha que ter batido na irmã, também.  Já no final da série, Neil tenta chantagear a heroína para casar com ela, porque (*Ah, esses roteiristas...*) descobre que não sentia ódio por ela, mas amor.



21. Anime Shoujo ou Josei Favorito: Vou citar um de cada e não vou colocar que é Ace wo Nerae, porque vocês que estão acompanhando o tópico já sabe que é meu anime favorito de entre TODOS.  Vamos lá, melhor anime josei, Honey & Clover (*resenha aqui*).  Passa o tempo e a obra de Chika Umino - o mangá e o anime - continuam encantadores, melhor ainda, ver que a autora não estagnou, ficou refém de sua primeira grande obra.  O anime tem uma animação bonita e funcional, fiel em muitos aspectos ao mangá que serviu de ponto de partida e, claro, tem uma trilha sonora muito boa.  Anime tem música, mangá, no máximo, quando é sobre música, a gente pode imaginá-la.  E há, claro, o trabalho dos dubladores.  Agora, meu shoujo anime favorito é Shoujo Kakumei Utena e, neste caso, o anime para a TV é muito superior ao mangá, agregou várias discussões interessantes, sobre papéis de gênero e orientação sexual que não estão no quadrinho.  Ainda conseguiu transformar os gaiden do original em arcos, ou episódios, da série de TV. A animação era muito boa para a época, claro.   E, mais uma vez, temos a música que funciona organicamente com a animação em Utena, especialmente, nas sequências dos duelos.  Além disso, a protagonista, Utena, é a garota-príncipe ideal, a versão melhor acabada desse modelo.  Como Shoujo Kakumei Utena (少女革命ウテナ) está fazendo vinte anos, está passando por um revival e, para quem não assistiu, vale dar uma olhadinha.  Eu preciso colocar meus textos sobre Utena do antigo site Shoujo House no ar aqui.



22. Arma, Equipamento ou Armadura Favoritos: Confesso que perdi o fôlego, em especial, com essas últimas categorias, vou só preencher tabela mesmo. Arma, armadura, equipamento... Vai o canhão principal do Yamato, o Wave Motion Gun, raramente utilizado na série original e que obrigava a tripulação a usar óculos especiais.  



23. Ataque Favorito: Ave Fênix do Ikki.  Ele era meu cavaleiro favorito, porque era poderoso sem ter aquela carga melodramática do Shiryu.  Aliás, nunca entendi o motivo do Okki ser SOMENTE cavaleiro de bronze.



24. Momento Mais Chocante: Este vem de imediato antes da morte mais triste... Só que, aqui, vai entrar outra morte, também.  Vejam bem, eu não esperava que o Roy Fokker de Macross/Robotech morresse.  Ele era meu personagem masculino favorito.  A gente tinha descoberto que ele era noivo da Claudia LaSalle, que era minha personagem feminina favorita.  Ele participa de uma batalha, vai para a casa dela com a promessa de um jantar e talvez um café da manhã e morre.  Entre uma cena dos dois e outra, alguém vai limpar, ou sei lá, o cockpit do caça do sujeito e ele está cheio de sangue.  Ele morre, claro.  Aquilo me chocou.  Agora, uma morte que me chocou e me fez abandonar o anime foi uma que aconteceu em Martian Sucessor Nadesico (機動戦艦ナデシコ), Gai Daigoji, a personagem que eu mais gostava na série, morre de forma ridícula no capítulo 4, ou 5 do anime.  Fiquei tão chocada com aquilo que não vi mais nada de Nadesico.



25. A Morte mais Triste dos Animes: Há muitas mortes tristes em animes, mas como não quero repetir alguns que já citei, vamos de Hotohori de Fushigi Yuugi (ふしぎ遊戯).  Se eu não soubesse antecipadamente da morte da personagem, eu teria chorado.  Assisti 11 capítulos de enfiada até chegar na morte dele.  Em Fushigi Yuugi temos, também, a morte dos irmãozinhos do Tamahome.  Um monte de mortes tristíssimas em um pacote só.



26. Melhor cena de Luta: Não me empolgo muito com essas coisas, mas é preciso escolher, certo?  Shoujo Kakumei Utena tem muitas cenas de luta, afinal, os duelos tem uma parte importante dentro da história.  Vamos lé, episódio 12, Utena tinha perdido Anthy, a noiva da rosa, para Touga e cai em um estado depressivo.  Ela abandona seu uniforme híbrido masculino-feminino e passa a se vestir como uma garota comum.  Touga flerta com ela e Utena se comporta como se tivesse perdido sua própria essência.  Wakaba, sua melhor amiga, a chama à razão.  Utena decide, então, confrontar Touga e, contra todas as expectativas, afinal, ele era um duelista muito bom, o derrota em uma das lutas mais importantes da série.  Se tivesse que escolher uma segunda cena de luta, continuaria com Shoujo Kakumei Utena e iria para o duelo final entre Utena e Akio, o grande "vilão".



27. Momento mais "Badass" de Qualquer Personagem: Oscar juntando os caquinhos depois da morte de André e liderando a tomada da Bastilha.  Acho que não pensei em nada melhor, mas se a gente tem que pensar muito, é porque a coisa realmente não faz sentido.

- Uma pausa aqui: Perdi meio que o fôlego em relação a esse desafio, porque, bem, começaram a vir umas categorias que realmente, ou não me interessavam, ou eu não tinha o que colocar mesmo.  Ficava inventando, mas ele termina hoje, então, vamos fechar essa bodega!



28. Frase Favorita de qualquer Personagem: Sério, eu realmente não me lembro de nenhuma frase específica que não fosse redundar em algum discurso, ou diálogo.  Frase é algo auto-contido.  Por exemplo, a que colocam na boca do André no anime da Rosa de Versalhes e que é o "Ó", mas muita gente acha linda "Uma rosa sempre será uma rosa, uma rosa nunca será um lilás!".  Ele estava bêbado e tentando estuprar a protagonista, ele quer mostrar para ela que ela SEMPRE será uma mulher, mas tem gente que acha aquilo lindo.  No mangá, a sequência está lá, mas a reação de Oscar é MUITO diferente e isso pesa a favor de Riyoko Ikeda.  Mas quando pensava nessa categoria, só me vinha na cabeça Oniisama E... (おにいさまへ…) e a protagonista fechando todo episódio com uma carta e a frase "Meu irmão, meu querido irmão, quantas lágrimas ainda terei que chorar..."  Está assim a situação esses dias.  Está mais que adequado.



29. Anime que você queria que fosse Real: Nenhum.  Absolutamente nenhum. A realidade já é louca e/ou trágica o suficiente. 



30. Anime que Você Queria que Nunca Tivesse Terminado: Gosto de coisas com princípio, meio e fim.  Acho bem saudável que a maioria dos animes, normalmente derivados de um mangá, ou livros, tenham um fechamento.  Algumas séries mereciam uma segunda temporada, mas tudo precisa ter um fim e essa coisa de 900 ou mais episódios é uma insanidade.  Gosto de especiais, reencontros, mas não tenho nenhuma vontade de acompanhar uma série ad eternum.  Aliás, eu tenho baixíssima tolerância para seriados exatamente por causa disso.  Há quem não entenda, mas eu termino preferindo novelas, ou séries da BBC baseadas em livro (*na sua maioria*), porque sei que elas não vão passar de X episódios, ou, no máximo, terão temporadas curtas, ainda que possam durar anos, como Sherlock ou The Vicar of Dibley. 



31. Melhor abertura, Encerramento e Trilha Sonora de Anime: Gosto de muitas aberturas, mas acho que uma se destaca pela criatividade e humor, a de Kuragehime (海月姫).  Não é nem a música (Koko Dake no Hanashi), mas a homenagem ao cinema e a gente tentando descobrir todos os filmes citados.  Encerramento, acho que fico com o da Rosa de Versalhes (Ai no Hikari to Kage).  Trilha sonoro, há algumas que são excelentes, mas uma eu considero quase perfeita, a de Escaflowne, a série de TV.  Eu só não citei como melhor abertura, porque, bem, a gente precisa variar um pouco, mas eu amo a abertura, acho maravilhosa mesmo vinte anos depois.



- E a gente terminou esse desafio e eu não consegui citar em nenhuma categoria Gekkan Shoujo Nozaki-kun (月刊少女野崎くん).  NENHUMA!  Ou seja, essas categorias foram bem incompletas, especialmente, para quem não fica assistindo anime de luta e coisas do gênero.  



- Outra coisa, no "19.  A Cena Mais Épica de Todos os Tempos", eu tinha ficado um tempão pensando em Sakamichi no Apollon (坂道のアポロン), a cena do trem, quando a Yurika deixa tudo para trás e vai para Tokyo com o Junichi.  Ele não dá as costas para ela, a moça não fica chorando na estação e ele no trem.  Ela não é obrigada a entrar em um casamento arranjado pela família.  Para quem não conhece Sakamichi no Apollon, a série se passa no final dos anos 1960.  E quem é da minha geração e assistiu ao Pirata do Espaço (グロイザーX, Groizer X) já carregava um trauma de uma cena semelhante.  Rita parte para o planeta Gailar e Joe fica na Terra com o robô gigante.  Ambos chorando, mas o desgraçado não tem a coragem de estender a mão para ela ficar.  Sakamichi no Apollon me fez um grande favor com essa cena que é das melhores do anime e supera o mangá, que na média é melhor que a animação, porque tem trabalho de dublador e tem trilha sonora. Considerem como uma substituição a que eu coloquei na seção 19, porque foi um lapso. Aliás, alguém conseguiu ver o filme e sabe se está lá?

[1] Uma amiga me alertou, e ela está coberta de razão, que anime de luta é "fighting anime", mas ponderou que deve ter sido um erro e a pessoa queria escrever "fighting" e escreveu "fighter", porque não casa de jeito algum.  Enfim, deixo como está, mas aviso que está zoado mesmo.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Yamato, Legend of the Galactic Heroes, Macross e Ghibli são itens obrigatórios na lista de qualquer um que veja anime há pelo menos uns 30 anos. :P

Related Posts with Thumbnails