terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Vencedores do 64º Shogakukan Manga Awards


Esta semana foi anunciado o 64º  Shogakukan Manga Awards de melhor mangá.  Eram cinco prêmios, dois mangás receberam na categoria geral, ambos seinen.  Três prêmios para mangás da própria editora, dois para a Shueisha.  Dois mangás shoujo foram premiados, porque o Shogakukan Manga Awards mantém a categoria infantil e, o que normalmente ocorre, é que um shounen, ou um shoujo, vençam nessa categoria.  Os vencedores são:

KODOMO
12-Sai。(12歳。) de Nao Maita - Revista Ciao (Shogakukan)  - Esta  série começou em 2012, teve dois OAVs  (*2014/2015*) e duas temporadas para a TV em 2016.  É uma série de muito sucesso.

SHOUNEN 
Dr. Stone de Riichirou Inagaki e Boichi - Shounen Jump (Shueisha) - Série muito elogiada.  Terá anime para a TV este ano.

SHOUJO
Suteki na Kareshi (素敵な彼氏) da maravilhosa Kazune Kawahara - Betsuma (Shueisha) - Começou a ser publicado em 2016, tem oito volumes até o momento. Dificilmente terá anime, mas pode rolar dorama, ou movie.

GERAL 

Hibiki ~Shōsetsuka ni Naru Hōhō~ (響~小説家になる方法~) de Mitsuharu Yanamoto - Big Comic Superior (Shogakukan) - Acredito que já tinha comentado esse mangá em algum momento, porque a história parece interessante.  Um romance é mandado para um concurso de autores iniciantes e descartado por não seguir os padrões, ele é jogado no lixo.  Um editor chamado Hanai encontra o manuscrito, lê e acredita que é uma obra revolucionária. Só que ele não está identificado.  Quem é o autor?  enquanto isso, a autora de 15 anos, uma garota chamada Hibiki se juntaao clube literário de sua escola para tentar escrever melhor.  Ela precisa ser encontrada, mas Hanai não sabe onde procurar. A série foi lançada em 2014, tem 10 volumes até o momento, e teve filme lançado ano passado.  Por isso é que eu acho que comentei sobre ele em algum momento, ou li sobre ele.

Kenkō de Bunkateki na Saitei Gendo no Seikatsu (健康で文化的な最低限度の生活) de Haruko Kashiwagi - Big Comic Spirits (Shogakukan) - Mangá iniciado em 2014, com sete volumes até o momento, e que é centrada em uma funcionária pública, uma assistente social, que deseja sair do trabalho de escritório para lidar com pessoas que realmente vivem em situação de  pobreza extrema.  Uau!  A série teve série live action ano passado. 

O júri deste ano, incluía Kumiko Asou, Mitsuyo Kakuta, Eiji Kazama, Genki Kawamura, Kazuhiko Shimamoto, Bourbon Kobayashi, Fujihiko Hosono, e mais sete especialistas.  O prêmio foi criado em 1956 e foi sendo reestruturado ao longo dos anos.  Para maiores informações, é só chegar o Comic Natalie e o ANN.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails