sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Evento sobre Arséne Lupin na França contou com a presença de 15 mangá-kas!!!!


Arsène Lupin, o ladrão-cavalheiro, foi criado por Maurice Leblanc em 1905.  Leblanc, um fã de Sherlock Holmes, queria criar o nemêsis perfeito para o detetive inglês e sua personagem, em seus encontros com a criação de Conan Doyle, chamava o detetive de Baker Street de "mestre" e "professor".  Dizia ter aprendido muito com ele.  Conan Doyle chegou a entrar com processo por direitos autorais contra Leblanc, o que levou o francês a chamar seu Holmes de Herlock Sholmes... 

O lugar do evento.
Lupin normalmente roubava dos ricos, dos avarentos, dos que não sabiam apreciar os tesouros que tinham em suas mãos.  Não dava para os pobres, ainda que pudesse ajudar os mais fracos em algumas situações e mesmo agir como justiceiro e detetive.  Lupin caiu nas graças dos japoneses e há muitos mangás sobre ele, fora, claro, Lupin III ( ルパン三世), uma das mais icônicas personagens da cultura pop japonesa e que é neto do original.  


Mais fotos.
Pois bem, em colaboração com a Associação de Amigos de Arsene Lupin (AAAL), a cidade de Etretat teve a honra de receber, no fim de semana de 15 de setembro, uma delegação de quinze mangá-kas japoneses (*a matéria do Manga News faz questão de frisar isso*), com destaque para Takashi Morita, particularmente conhecido na França pela adaptação para mangá das aventuras da personagem de Maurice Leblanc.  Se Monkey Punch não tivesse falecido este ano, certamente ele seria o convidado de honra desse evento.  O evento aconteceu na residência do próprio Leblanc, uma espécie de museu e centro cultural.

Lupin de Takashi Morita.

Lupin de Chiho Saito.
Do grupo de mangá-kas, além de Morita, os nomes mais famosos foram Chiho Saito (Shoujo Kakumei Utena) e Yoko Iwasaki (Lover's Kiss).  Ambas tem mangás em andamento sobre Lupin e, como gosto das duas, não sei dizer qual Lupin é mais bonito, ainda que Iwasaki tenha inovado e colocado Lupin louro.  Enfim, o Manga News publicou uma entrevista com Yoko Iwasaki e eu vou traduzir quando voltar do trabalho.  

Lupin de Yoko Iwasaki.
Além do evento em si, os mangá-kas foram levados a passear pela região, recebidos pelo prefeito da cidade, receberam presentes e tudo mais.  Deve ter sido fantástico.  ☺️ Falando em Lupin, a Netflix tinha anunciado uma série de Arsène Lupin negro e nos dias de hoje e, até agora, nada.  E, se alguém quiser começar a ler Arsène Lupin, recomendo começar com O Ladrão de Casaca e somente depois pegar Arsène Lupin contra Herlock Sholmes.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails