terça-feira, 28 de janeiro de 2020

O que é pior, cometer adultério, ou ser um péssimo marido? Sim, as coisas parecem ser independentes.


Não costumo acompanhar o mundo das celebridades japonesas, mas tropecei, mais cedo, em um caso curioso.  Um dos perfis do Twitter que eu sigo fala de doramas e comentou o caso do ator Masahiro Higashide, casado com a atriz Anne Watanabe, filha do ator Ken Watanabe, desde o ano de 2015, que está no centro de escândalo de adultério.  Ele mantinha um caso com a atriz Erika Karata fazia três anos, desde que a moça tinha 19 anos.  

Se fosse somente o adultério, não iria comentar nada, mas, ao que parece, quando um tabloide revelou a existência do caso, a situação ficou pesada primeiro para Erika Karata e, não, para ele.  A jovem atriz se desculpou publicamente, seu empresário deu declarações públicas de que iria cuidar melhor da atriz e tudo mais.  Ela perdeu publicidade, papéis em doramas e teve que fechar suas redes sociais e outros canais na internet por causa do backlash, afinal, ela mantinha a relação com Higashide mesmo durante a gravidez de Anne Watanabe.


Muito bem, os comentários no Twitter surgiram, porque, agora, Masahiro Higashide começou a perder contratos milionários e papéis na TV e cinema, além disso, seu dorama que está no ar teve grande queda na audiência.  O motivo, pelo que entendi, não foi bem o adultério, mas a revelação de que o ator era cruel com a esposa.  Vistos como um casal modelo, assim, de propaganda, com filhas gêmeas e um filho bem novinho, foi revelado que o ator maltratava a esposa, não ajudava com as crianças, não dividia tarefas domésticas, reclamava da bagunça em casa, fazia desaforo se a comida não estava pronta, ou se não estava na temperatura que ele preferia.  Tudo isso, era desculpa para que ele largasse a Anne sozinha em casa e fosse para rua beber com amigos, ou será que tudo era desculpa para encontrar a amante?


Enfim, o que é pior cometer adultério, ou maltratar a esposa?    Lembrei até de uma matéria que está no Sora News sobre uma pesquisa com esposas e maridos; eles dizem que dividem as tarefas domésticas, elas, que não é bem assim.  Em um mundo de celebridades qualquer coisa poderá ser usada pela imprensa, mas o interessante desse caso é o que trouxe dano para o adúltero foi não levar à sério o seu papel de pai e marido modelo, algo importante para estimular as pessoas a se casarem e procriarem em um país com sérios problemas de natalidade e pessoas fugindo do casamento.

GOSTOU?

2 pessoas comentaram:

Ironicamente, o papel do cara na série de TV "Police and Prosecutor" é a de um defensor da justiça.
Sociedade hipócrita e machista passando pano para mal caráter é triste. Se ele fosse bonzinho e "só" tivesse um caso, estaria tudo bem?
O cara pode ser o marido mais bacana do mundo, mas se trai a esposa, não tem desculpa. Tá cheio de casos de mulheres casadas há muitos anos sendo contaminadas por HIV e outras DSTs por seus maridos. Um caso extraconjugal não é só uma questão moral, mas de saúde também.

Fico feliz que, no desfecho da história, tanto a tal da Erika quanto esse atorzinho PODRE ficaram sem contratos, sem dinheiro, e se ferraram bastante. A culpa não é só da atriz, mas como dele também. Ambos são culpados. Pobre Anne...

Related Posts with Thumbnails