segunda-feira, 30 de novembro de 2020

O fenômeno Kimetsu no Yaiba se impõe na lista das séries e volumes mais vendidos do ano

Kimetsu no Yaiba (鬼滅の刃) é um fenômeno, você já deve ter lido isso em vários lugares.  Crítica, público, vendagem, tudo está corroborando isso.  É até chato publicar mo ranking Oricon e ver a ocupação de praticamente todas as colocações do ranking com volumes da série semana a semana.  Só clarificando, há mangás que vendem bem, há mangás que vendem muito bem e há aqueles arrasa-quarteirões que estão além da escala.  

Uma série que vende bem, é um sucesso, mas se um arrasa-quarteirão consegue ocupar praticamente todas as posições do ranking, coisa que One Piece nunca fez, fica complicado mapear, por exemplo, quais os shoujo e josei que estão se saindo bem no mercado japonês.  Ano passado, já não havia mangás femininos entre os 50 volumes mais vendidos da Oricon, agora, bem, não há quase nada além de Kimetsu no Yaiba na lista de 30 que o ANN publicou, não sobrou espaço nem para os shounen e seinen.  Deveriam publicar os 50 mais vendidos, como era antes.  

Eu acompanho esses mapeamentos faz muito tempo e realmente é algo de cair o queixo.  Kimetsu no Yaiba vendeu 82,345,447 de cópias entre 18 de novembro do ano passado e 22 de novembro deste ano, praticamente o dobro do ano passado.  Para efeito de comparação, os segundo colocado, Kingdom, que não tem um volume sequer entre os mais vendidos, 8,251,058.  Isso é o normal para um arrasa-quarteirã.  E One Piece aparece somente em terceiro lugar, vendendo muito menos do que costumava vender.  É o fim do reinado de One Piece?  Acredito que não, mas Kimetsu no Yaiba alavancou a indústria de mangás este ano de uma forma nunca vista.  

Antes, os mangás mais vendidos, os cinco primeiros do ranking vendiam entre 3 milhões e 500 mil e 2 milhões de exemplares, este ano, os 23 primeiros colocados venderam acima de 2 milhões de exemplares, é realmente surpreendente.  Ano passado, o volume de Kimetsu no Yaiba melhor colocado tinha vendido somente 926,446 exemplares.  O salto foi muito grande mesmo.  Resta saber o quanto isso dura e se a autora vai conseguir superar esse seu primeiro grande sucesso, porque, sinceramente, mesmo que ela realmente termine o mangá, acho que ele vai continuar grudado nela para sempre.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails