quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

‘Mulan’ não terá músicas porque ninguém canta na guerra, diz diretora


Algumas declarações da diretora do live action de Mulan, Niki Caro deu algumas declarações ao site Digital Spy sobre dois temas, música e Mushu.  Enfim, em 2017, fiz um micro post com os comentários da diretora dizendo que ninguém tinha dito que Mulan não teria as músicas, agora, ela confirmou e deu essa declaração ignorante (*no sentido de não saber mesmo*) sobre a ligação entre a guerra e a música.  O que disse a diretora:
“Eu pensei nessa adaptação do ponto de vista mais realista, e quem é que canta no meio dA guerra? Os personagens estão em guerra, entre espadas e flechas…”, disse ela. “Não sou contra a animação, não é isso, mas são aspectos diferentes. As músicas são brilhantes e vamos honrá-las de uma maneira muito significativa. Mas eu me concentrei no drama de uma menina que está enfrentando uma guerra como um soldado.”
Antes de falar de guerra e música, quem assistiu Mulan sabe que havia músicas no contexto da guerra e músicas cantadas antes de Mulan fugir e casa.  Como resenhei a animação dia desses, repito que não me lembro de animação da Disney que usa tão bem a música para ajudar a contar a sua história.  Tudo é interconectado, as músicas humorísticas e as músicas sérias.  E Mulan tem poucas músicas cantadas ao longo do filme.  São quatro ao todo, fora "True to Your Heart" que só aparece nos créditos.

Música é usada em treinamentos militares até hoje.

Quanto à música e a guerra.  Quem observa o treinamento da infantaria, e eu leciono em um colégio militar que está dentro de um quartel, ou vice-versa, ao gosto do freguês, vê que tudo é marcado pela música.  Não estou entrando no mérito da qualidade, mas os caras correm cantando.  Aliás, este é o sentido de uma das músicas mais legais da animação  "I'll Make a Man Out of You" , quando os novos recrutas estão em treinamento e que culmina com a cena do mastro, uma das mais impactantes do filme.  Mais adiante, "A Girl Worth Fighting For"  é cantada enquanto os soldados estão marchando, como uma forma de distração, eles ficam imaginando que estavam lutando por futuras esposas e namoradas perfeitas.  Em Mulan, na animação, ninguém para de lutar para cantar.  Mulan não é um filme de Bollywood.  Aliás, em um filme indiano, os caras iriam cantar lutando e tudo muito bem coreografado, porque eles sabem fazer as coisas funcionarem.

Músicas fora do filme, mesmo antes da guerra.
De resto, exércitos desde a antiguidade e em todos os continentes, exércitos levava tambores e outros instrumentos.  Quando as tropas avançavam, não raro os coitados dos músicos estavam no meio da confusão e tinham que continuar tocando até o fim.  E você canta para intimidar o inimigo, canta para conseguir coragem de continuar no combate.  Falo de músicas marciais.  Em alguns casos, há a dança e a musica.  O que é o haka, afinal?  Música e dança é coisa de homem, também, diretora.  Acredito que seria menos vergonha alheia simplesmente dizer, "não vai ter música, porque não quero música".  Pronto, acabou.  

O Haka é usado pelo time de rugby neozelandês para intimidar os adversários até hoje.

De resto, o pessoal deveriam assistir ao vídeo da moça do Pula Muralha, ele é muito mais coerente para explicar os motivos de Mulan, a animação, não ter feito tanto sucesso na China.  Em 1998, havia pouquíssimos cinemas.  Não foi rejeição cultural, não precisa tornar Mulan um espetáculo (*supostamente*) realista para tentar ganhar os chineses.  Quando à Mushu, não vai ter o dragãozinho, porque ele não combina com o tom realista da película.  Enfim, que seja, em março, a gente confere.  Apesar de ter saído no Digital Spy, vi a matéria primeiro no Cine Pop.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Vai destoar bem dos demais filmes baseados nas animações Disney.
E com esse tipo de declaração, capaz de ainda gerar alguma resistência no público.

Related Posts with Thumbnails